5 Informações Que Você Não Está Colocando No Seu Currículo

5 informações que você não está colocando no seu currículo

Dicas valiosas para você adicionar no seu currículo, se destacar no processo seletivo e conquistar o emprego dos seus sonhos

Se antes da pandemia o mercado de trabalho já era concorrido, após tudo que aconteceu em 2020 e que ainda está acontecendo nesse ano, a concorrência por uma vaga ficará ainda mais acirrada. 

Por isso, o seu currículo não tem que apenas se destacar no meio de tantos outros, mas ele precisa falar por si só. Recrutadores recebem milhares de currículos para cada vaga aberta. Nenhum profissional tem tempo suficiente para ler em detalhe todos os documentos recebidos. Saiba os detalhes que não podem ficar de fora para não fazer com que seu currículo seja descartado em todo esse processo:

Endereço de email profissional

O seu endereço de email "despojado" pode ser divertido para seus amigos, mas quando você está buscando uma vaga em uma empresa, a última coisa que o recrutador irá querer ver é [email protected] ou algo pior.

Acredite ou não, mas seu email passa uma imagem do seu nível de profissionalismo. Não dê um motivo para os recrutadores descartarem seu currículo por causa de um endereço de email informal que você criou quando era mais jovem.  

Informações relevantes

Você não precisa escrever todos os detalhes sobre você e sua experiência. Fique apenas nos fatos mais relevantes. 

Em outras palavras, fatos que façam o recrutador pensar "Essa é uma boa candidata para essa vaga". Inserir a sua idade, onde você trabalhou quando tinha 16 anos ou até mesmo o seu estado civil é irrelevante. 

Mantenha seu currículo curto e direto. Lembre-se, o recrutador analisa milhares de currículos. Ele precisa bater o olho e ver apenas informações relevantes que façam seu currículo se destacar e ser selecionado. 

Resultados quantificáveis

Não é suficiente dizer "Eu trabalhei no Grupo Pão de Açúcar durante 4 anos". Faça seu currículo "falar por si só", e te vender como um excelente profissional. Deixe o recrutador saber quais foram seus resultados naquela função. Use números e dados.

Quanto as vendas da empresa cresceram? Quanto você gerou de economia para a empresa? Qual o retorno sobre o investimento você garantiu? 

Pense em quais números você poderia compartilhar para mostrar o seu potencial e que seria um excelente profissional na nova empresa também.

Palavras-chave

Já que falamos sobre incluir apenas informações relevantes no seu currículo, precisamos falar também de palavras-chave. Elas são importantes para que o recrutador bata o olho do seu texto e já tenha uma melhor ideia da sua experiência e potencial de acordo com algumas palavras-chave que ele possa estar buscando. 

Essas palavras-chave também ajudam o seu currículo a passar pelos filtros de sistemas de recrutamento (ATS), que fazemos uma triagem dos currículos recebidos de acordo com os requisitos das vagas. Por exemplo, se a vaga pede experiência com "Inbound Marketing", se o sistema não encontrar essa palavra no seu texto, certamente perderá pontos e poderá ser descartado.

Espaços em branco

Talvez você pense que o ideal seria preencher todos os espaços do seu currículo com a maior quantidade de informações possível. Mas, para facilitar a leitura pelo recrutador, seu currículo precisa ser "agradável" de ler. Muita informação junto, deixa o documento muito poluído e confuso, e tira o foco das informações principais e mais relevantes.

Por isso, tente sempre deixar espaços em branco e informações separadas umas das outras, para facilitar a leitura e o entendimento de tudo que estiver escrito. 

O seu currículo é a sua primeira e talvez única oportunidade de causar uma boa primeira impressão. Mas não exagere. Nesse caso, menos é mais. Seja simples. Use palavras-chave e não compartilhe muitas informações. 

Deixe as poucas palavras que você utilizar falarem por si só e use as entrevistas para completar as informações que ficaram faltando.

 

Ah, e lembre-se de atualizar o seu currículo!