O Que Colocar No Currículo? [GUIA COMPLETO]

O que colocar no currículo? [guia completo]

Nesse artigo descubra exatamente o que você deve colocar em seu currículo para deixá-lo profissional!

Procurando um novo emprego? Você vai se candidatar a uma oferta de emprego? Então é hora de revisar ou aperfeiçoar seu currículo. Mas o que colocar no currículo?

Para ajudar você a entender mais sobre o que colocar no currículo, nós preparamos o artigo de hoje sobre o assunto. Ficou interessado em saber mais? Então acompanhe conosco!

O que colocar no currículo?

Título/resumo pessoal

Comece seu currículo com um gancho para atrair a atenção do seu recrutador. Este pode ser um título simples para indicar a posição que você está procurando. 

Você também pode desenvolver uma apresentação rápida, certificando-se de permanecer claro e conciso. Mencione sua experiência se for significativa, sua especialidade ou pontos fortes, as responsabilidades que você pode assumir e/ou seu objetivo profissional.

Exemplo: trabalhando por ... anos como ... em tal setor de ..., estou procurando uma posição na continuidade da minha carreira / Eu gostaria de ampliar meus horizontes profissionais para...)

Se você estiver respondendo a um anúncio, certifique-se de combinar seu título ou apresentação com a posição para a qual está se candidatando.

Nosso conselho: o título/resumo é usado para distinguir e, portanto, melhorar seu currículo. Além disso, proíba o título "CV" e evite o máximo possível títulos que sejam muito óbvios e não sejam suficientemente personalizados.

Informações pessoais

É essencial indicar certas informações pessoais em um currículo:

  • Sua identidade (sobrenome, primeiro nome, idade, data de nascimento);
  • Seus dados de contato (local de residência, número de telefone, endereço de e-mail);

Você deve estar se perguntando: “mas e a foto do currículo?”. De fato, a foto não é obrigatória e legalmente nenhum recrutador pode rejeitar sua inscrição sob o pretexto de que sua inscrição não inclui uma. 

Na verdade, ela permite que o recrutador visualize o perfil e, portanto, memorize sua inscrição. Portanto, pode ser uma vantagem para você e uma chance adicional de ser selecionado.

Bom saber: geralmente, as informações pessoais devem ser colocadas na parte superior e esquerda do seu currículo. Você pode posicioná-las de forma diferente, mas certifique-se de que essas informações estejam imediatamente visíveis.

Nosso conselho: para evitar o risco de ser deixado de lado, evite endereços de e-mail fantasiosos ou pseudônimos, bem como fotos incomuns.

Formação e diplomas

Liste em seu currículo todos os diplomas que você obteve, bem como a formação que você tem. Coloque seus diplomas em ordem cronológica inversa: do diploma mais recente ao mais antigo, e especifique para cada ano e local de graduação (universidade, escola...). Para outros diplomas, faça o mesmo e especifique o ano e o local.

Nota: se você fez vários cursos de treinamento, pode ser aconselhável agrupá-los separadamente dos diplomas, completando um título separado ou usando dois subtítulos.

Nosso conselho: se você está começando sua carreira ou está parado a muito tempo, a seção "formação" será posicionada antes dos detalhes de sua experiência. 

Se você tem uma experiência profissional significativa com vários empregadores, destaque sua carreira posicionando-a antes da sua formação em seu currículo.

Escreva os detalhes da sua experiência profissional

Na seção "experiência de trabalho", liste sua experiência profissional e as habilidades adquiridas nesta ocasião. 

Em geral, os cargos ocupados são listados dos mais recentes aos mais antigos, como sua formação, mas dependendo da natureza de suas funções ou da consistência de sua carreira, você também pode apresentá-los por grupos temáticos.

Para cada uma de suas experiências profissionais, não se esqueça de preencher:

  • O título do cargo;
  • Os deveres ou responsabilidades que você assumiu (evite tarefas banais relacionadas ao cargo e dê preferência ao mais interessante, dada a posição em questão);
  • Possivelmente, o que você realizou e as habilidades adquiridas (gerenciamento de projetos, missões específicas, aumento no volume de negócios...)
  • A empresa em questão, com sua localização.

Nosso conselho: adapte a apresentação de sua experiência às suas diferentes aplicações. Se você tem uma formação diversificada, só pode indicar suas experiências mais significativas para o cargo em questão.

Outras seções essenciais do CV

Embora esses títulos estejam frequentemente presentes em currículos, eles nem sempre precisam estar. Considere se, em sua situação, deve incluí-los.

A seção Idiomas

Em relação à seção de idiomas, será essencial se você estiver segmentando uma empresa sediada no exterior, trabalhando internacionalmente ou se a prática de um idioma for necessária para o cargo em questão. 

Em caso de dúvida, nunca será desfavorável incluí-los, especialmente se você falar um ou mais deles fluentemente.

Bom saber: veja como falar sobre seu nível de linguagem: se você tem apenas algumas memórias escolares do idioma, basta colocar "iniciante". Se você é capaz de praticar a linguagem, mas sem ter a capacidade de usá-la diariamente para trabalhar, você pode colocar "ler, escrever, falar". Se você está muito confortável lendo, escrevendo e conversando, indique "avançado". A menção "bilíngue" é reservada para um domínio perfeito do idioma.

A seção Ciência da Computação

Esta seção deve ser entendida como a das línguas. Novamente, sua relevância dependerá do trabalho procurado, com alguns cargos exigindo domínio de certas ferramentas de computador.

Bom saber: para especificar seu nível, use também uma calibração aqui: "iniciante", "bom domínio" ou "especialista".

A seção de área de interesse

A seção de área de interesse do currículo pode parecer trivial, até desnecessária, mas esse não é o caso. Ela traz um toque animado e permite que você personalize seu currículo. 

Você pode indicar nesta seção:

  • Esportes ou atividades que você prática regularmente;
  • O que você gosta de fazer no seu tempo livre (leitura, passeios culturais, cinema, concerto, etc.);
  • Um interesse particular em algo, uma paixão;
  • Os instrumentos que você toca se for músico;
  • Qualquer realização extraprofissional pessoal ou coletiva;
  • Suas atividades e compromissos associativos.

Essa são as informações que seu currículo deve contar. Para lhe ajudar nesse trabalho difícil, não deixe de conhecer nossa ferramenta. Acessa a plataforma Jobtool e crie seu currículo de forma simples e fácil. 

Além disso, para finalizar o artigo, vamos lhe fornecer algumas dicas relevantes para ter sucesso na construção do seu currículo. 

Dicas para ter sucesso com o seu currículo

1 - Adapte seu currículo de acordo com o cargo em questão

Nunca se pode dizer o suficiente, mas escrever e enviar o mesmo currículo para vários recrutadores é uma má ideia. De fato, cada cargo e empresa tem suas especificidades: habilidades procuradas, valores, qualidades desejadas... Não existem duas empresas querendo a mesma coisa! 

Por isso, é importante adaptar o seu currículo a cada oferta de emprego para se aproximar o máximo possível do candidato ideal procurado pela empresa! 

Trata-se então de escrever um currículo direcionado, que leve em conta o know-how, qualidades e habilidades procuradas pelo recrutador, personalizando seu currículo para que ele atenda melhor à oferta de emprego à qual você está se candidatando. 

Um currículo direcionado é, portanto, um currículo muito mais pessoal, onde você não procura mostrar toda a extensão de suas habilidades ou listar toda a sua experiência profissional, mas sim que você é A pessoa que a empresa precisa para este cargo.

2 - Seja claro e conciso: não diga muito!

Muitas vezes, candidatos tendem a significar todo o treinamento realizado ou todas as experiências profissionais vividas. Isso seria um erro! 

Na verdade, o seu currículo não está lá para dizer tudo o que você realizou na sua trajetória profissional, apenas o que está relacionado e interessante para o cargo em questão. 

Da mesma forma, cada treinamento ou experiência deve ser descrito da maneira mais curta e eficaz possível, usando palavras simples e só o essencial. 

Não há espaço para enrolação em um currículo! Evite também mencionar informações muito pessoais, como seu estado civil, local de nascimento ou nacionalidade, se não for necessário.

3 - Utilize palavras-chave e identifique as habilidades buscadas

Hoje em dia, muitas empresas usam software automatizado de assistência ao recrutamento para facilitar a contratação de novos candidatos. 

Este software de computador classifica os currículos recebidos usando algoritmos para determinar quem são os melhores candidatos para preencher uma determinada posição. 

As palavras-chave contidas em cada CV são então digitalizadas de acordo com os critérios impostos pelo recrutador. 

Daí a importância de pensar cuidadosamente sobre o uso de palavras-chave e destacá-las em seu currículo! Dessa forma, você colocará todas as chances do seu lado e fazer com que seu currículo chegue ao escritório de um recrutador.

4 - Destaque seus sucessos e habilidades

Ao escrever seu currículo, não descreva apenas as experiências profissionais que você concluiu, mas destaque seus sucessos, os projetos que você concluiu ou as missões que você concluiu. 

Dessa forma, seu currículo será mais animado e refletirá mais seus resultados do que suas responsabilidades. 

Não hesite em apoiar esses resultados com números concretos ou exemplos de suas realizações. Os recrutadores terão uma ideia mais clara do que você é capaz de fazer e vão querer tê-lo em sua equipe!

5 - Apresente bem o seu currículo

Muito importante, o layout do seu currículo vai fazer (ou não!) os recrutadores quererem dar início a leitura do seu currículo! Por isso, é essencial cuidar da apresentação do seu currículo, ventilando ao máximo as informações que ele contém, pulando linhas, destacando títulos e dados importantes... 

A fonte utilizada também é muito importante, pois permite uma leitura mais ou menos agradável do seu currículo, dependendo da escolhida. Ela ainda permite que você dê ao seu currículo um estilo em alguns casos e realçar sua personalidade. 

Lembre-se também de optar por um tamanho de fonte que seja facilmente legível por todos, sem cair em excesso, porque uma fonte muito grande não daria uma aparência profissional ao seu currículo.

6 - Não exceda duas páginas

Para que seu currículo tenha todas as chances de ser lido pelos recrutadores, é essencial que ele não seja muito longo. Na verdade, é improvável que um currículo de 5 páginas seja lido na íntegra, ou mesmo seja lido simplesmente! 

Recomendamos, portanto, que você não exceda duas páginas ao escrever seu currículo. E se cabe em uma página, é ainda melhor! 

Pois, como já lhe dissemos, seu currículo não deve ser exaustivo e refazer toda a sua trajetória profissional, mas apenas a formação ou experiência que está relacionada à vaga desejada. 

Portanto, é importante em cada etapa da escrita fazer a si mesmo a pergunta das informações mais relevantes a serem mencionadas no seu currículo.

7 - Adicione um toque pessoal ao seu currículo

Atividades extraprofissionais, interesses, cursos realizados fora do seu horário de trabalho... Hoje em dia, os recrutadores estão cada vez mais sensíveis a todos os elementos que adicionam um toque pessoal ao seu currículo. 

Ao escrever seu currículo, não hesite em mencionar alguns de seus hobbies e paixões, desde que, é claro, eles tragam uma vantagem à sua candidatura para a posição em questão.

Se você está se candidatando a uma vaga de gerente comunitário e tem paixão por fotografia, pode valer a pena mencionar, por exemplo! 

Você também pode adicionar um perfil pessoal na parte superior do seu currículo para apresentar brevemente seus objetivos profissionais e suas qualidades e habilidades.

8 - Ortografia e gramática impecáveis

A ortografia do seu currículo deve ser impecável! Na verdade, um erro ortográfico no seu currículo, mesmo que seja um erro de digitação, será proibitivo para muitos empregadores, porque a maioria deles acha que um currículo deve ser impecável. 

Portanto, é importante ao escrever e uma vez que seu currículo esteja escrito, verificar a ortografia e a gramática cuidadosamente, para não encontrar seu currículo automaticamente descartado. 

Além disso, evite abreviaturas o máximo possível, a menos que sejam abreviaturas muito comuns.

9 - Revise e faça com que seu currículo seja relido

Depois que seu currículo for escrito, é importante reler para verificar a ortografia e a gramática, mas também que todas as informações mencionadas sejam claras. 

Durante essa revisão, verifique também se não há inconsistências no seu currículo ou "buracos", períodos de vácuo que sugerem que você não teve uma atividade, por exemplo. 

Você também pode pedir a um ente querido que revise seu currículo para ter uma opinião externa. Este último poderá dar sua opinião sobre a consistência geral do seu currículo, mas também sobre o layout, fonte e tamanho dele.

Gostou de saber mais sobre o que colocar no currículo? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, temos muitas outras novidades para você!